Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

Insights

Espaços colaborativos: Meet up ON discute a importância da conexão

Com importantes nomes da inovação e empreendedorismo, o encontro desenhou tendências a partir de questões atuais no dia a dia das empresas.

11.05.2021

Compartilhar:

 

Conexão! Essa foi a palavra-chave que norteou o Meet up ON realizado na última quinta-feira (06) com o tema “Espaços de conexão: colaboração & processos criativos”. Para o bate-papo online, o encontro contou com a participação de Maria Emilia Peres, da Vale, Denis Garcia, do LinkedIn, e Antonio Toledo, CEO da Timenow, além da mediação de Guilherme Barbosa, do canal Sem Espuma. 

Na abertura do Meetup, o Head de Inovação e Comunicação da Timenow Octávio Magalhães citou o marco dos 25 anos de história da empresa e apresentou brevemente o conceito do Futurenow - espaço colaborativo da Timenow, com uma base em Vitória (ES) e objetivo de ser um elo que proporcione as conexões físicas e virtuais, entre colaboradores e parceiros. 

O mediador do evento deu início, então, ao debate sobre a importância de espaços como o Futurenow para a inovação. Guilherme Barbosa lembrou que os ambientes corporativos mudaram muito nos últimos anos e citou que a proposta do Meetup é exatamente pensar em como se desenha o futuro da colaboração e dos processos criativos das empresas. 

“Em relação ao Futurenow, precisamos sempre lembrar que não estamos falando de uma nova sede e sim de um conceito. Estamos lançando um espaço de conexão, seja física ou remota, que proporcione testes, experimentações, criatividade. O Futurenow nasce da importância de ser virtual sem perder a conexão entre as pessoas”, disse o CEO da Timenow, Antonio Toledo. 

Sobre espaços colaborativos, Maria Emilia Peres lembrou que eles podem ser físicos, totalmente online ou híbridos, sendo necessário entender qual modelo funciona melhor para cada contexto. “Entre todos os formatos possíveis, o melhor é aquele que funciona para o negócio e para o cliente.”

Outro ponto importante da conversa foi colocado por Denis Garcia, que defendeu a inovação aberta como um caminho estratégico para que as empresas colaborem entre elas e, juntas, avancem na busca por soluções. “O futuro é uma construção coletiva do agora”, completou Toledo. 

A importância da diversidade

Ao fim do bate-papo, foi levantada também a importância da diversidade ao pensar as soluções de forma criativa. “Nossa maior ambição é tirar a hierarquia da inovação para que todos se sintam à vontade para colaborar. É necessário sempre incluir quem está no processo para pensar a solução, para garantir que aquela inovação é realmente aplicável, para tornar mais ricos os processos colaborativos”, lembrou Maria Emilia Peres. 

Para quem não assistiu, o conteúdo está disponível em nosso canal do YouTube!

Clique aqui para acessar!