Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.

Insights

O que é AWP (Advanced Work Packaging): conceitos e benefícios

Uma metodologia que pode reduzir custos em até 10% e aumentar a produtividade em até 25% focando na integração do planejamento de engenharia, suprimentos e construção, conheça

12.07.2022

Compartilhar:

 

Projetos de implantação - também conhecidos como projetos de capital - costumam lidar com problemas recorrentes como falha na comunicação, custos acima do orçamento e atraso nas entregas. Segundo dados da Global Projects Control Survey, realizada em 2019 pela Logikal Projects, 98% das implantações apresentam atrasos e gastos acima do esperado e o atraso médio de entrega das obras é de 20 meses, ou seja, quase dois anos que significam, também, aumento de custos e riscos.

São esses riscos que a metodologia AWP  (Advanced Work Packaging) busca mitigar. Prática recomendada pelo Construction Industry Institute (CII) desde 2015, a metodologia, ainda pouco usada no Brasil, propõe uma mudança de mindset nas equipes de implantação, passando a investir mais em um planejamento orientado à construção. Dos 20 projetos analisados pelo CII, houve uma redução de custos de 5 a 10%, além de um aumento de produtividade de até 25% no campo. Dos 20, 13 foram entregues dentro do prazo, seis foram antecipados e apenas um registrou atraso.

 

O QUE É AWP (ADVANCED WORK PACKAGING) 

“Pense mantendo o fim em mente”. Essa é uma das frases usadas na metodologia AWP para ilustrar como a prática se organiza. No framework do AWP, todo planejamento de engenharia, suprimentos e construção é realizado tendo em mente a data de entrega do projeto. Ou seja, o planejamento corre um “caminho inverso”, pensando a data e condições ideais para o comissionamento e desenrolando uma estratégia sequencial de construção, suprimentos e engenharia para alcançar o objetivo final. Ou seja, faz a integração de engenharia, suprimentos e construção, tendo como base a data da construção.

A metodologia divide o escopo do projeto em partes menores gerenciáveis de planejamento e execução, trabalhando com tecnologias BIM (modelagem 3D e planejamento 4D) e incorporando iniciativas ágeis e  Lean Construction para alcançar mais produtividade e previsibilidade. 

>>> Leia também: O que é EPCM e como aplicar em diferentes tipos de projetos

Diretrizes da AWP

A equipe da associação de construtoras de Alberta (COAA), no Canadá , elencou algumas diretrizes para dar início a um projeto na metodologia AWP. Esses princípios podem ser aplicados em qualquer projeto, independente do tamanho ou categoria:

  • Passo 1: Determinar o escopo do projeto. “ O que este projeto inclui?”

  • Passo 2: Determinar a estratégia de contrato do projeto. “Quem vai fazer o projeto, as compras, a engenharia e a construção deste projeto e em qual modalidade de contratação?”

  • Passo 3: Determinar o Caminho da Construção (Path of Construction - POC) “Como este projeto será construído?”

  • Passo 4: Determinar a compartimentação do projeto em pacotes de trabalho. “Como este projeto será dividido e gerenciado?”

  • Passo 5: Determinar os recursos necessários para a realização do projeto.

  • Passo 6: Confirmar se todos os requisitos de suprimentos foram atingidos ou mitigados antes da execução de cada pacote de trabalho (CWP). 

  • Passo 7: Monitorar o progresso e gerenciar a construção. “Como a construção vai progredir e o gerenciamento está sendo feito, incluindo turnover, comissionamento e start-up?”

 

Conceitos e sequências estratégicas

Um projeto, quando executado na metodologia AWP, será dividido em pacotes de trabalho. Conforme dito acima, as áreas de trabalho são divididas de forma lógica e geográfica, incluindo todas as disciplinas necessárias para execução daquela entrega, sendo independentes entre si. 

O “efeito cascata” dessa CWA (Construction Work Area), que envolve engenharia (EWP), os suprimentos (PWP) e a construção, forma o Caminho da Construção (Path of Construction PoC). 

   SISTEMAS - A estratégia e os cronogramas de início das operações devem ser identificados no início da fase de concepção do projeto, a fim de influenciar as datas de entrega para o "Caminho de construção (Path of Construction)". À medida que o projeto avança, os sistemas e subsistemas de inicialização e comissionamento devem ser demarcados nos P&IDs inteligentes para codificar digitalmente os atributos do sistema nos conjuntos de dados de engenharia e entregas.

  Construction Work Area (CWA) - Um projeto de construção é primeiro dividido em grandes áreas de projeto dentro da planta, onde várias disciplinas precisarão coordenar as atividades de trabalho. Os CWAs são “divisões macro geográficas” e podem ou não ser uma correspondência direta com áreas definidas na planta operacional. Em vez disso, os CWAs devem ser definidos por limites físicos - e lógicos - que são estabelecidos pelo plano de execução do projeto para capturar as divisões relacionadas do escopo do projeto.

  Construction Work Package (CWP) - Após ser formada, a CWA é dividida por disciplinas (por exemplo: tubulação, aço, equipamentos) e principais 'tipos' de atividades de trabalho (instalar, testar, pintar, isolar) em CWPs, de modo que o trabalho possa ser sequenciado em um fluxo de produção otimizado para a fabricação e construção do projeto. Os CWPs devem corresponder às atividades do cronograma do projeto macro.

>>> Leia também: Experiência e tecnologia: conheça nossa gestão digital de contratos

  Engineering Work Package (EWP)- É o componente de engenharia do trabalho alinhado com um CWP, que forma o conjunto necessário e suficiente de Entregáveis ??de Engenharia (especificações, desenhos, etc) para permitir que o trabalho seja executado em sua totalidade para o CWP.

  Procurement Work Package (PWP) - As entregas de suprimentos para um CWP (PWP) são os requisitos de suprimentos necessários para executar o trabalho de uma CWP - na quantidade certa, no momento certo. A implantação efetiva do AWP permite que os materiais sejam analisados ??por CWP com base nas datas e quantidades de necessidades prioritárias.

   Turnover Package (TOP) - À medida que a engenharia avança, Pacotes de Turnover (TOP) específicos necessário para a inicialização do sistema - normalmente estendendo-se por CWAs - devem ser identificados e delimitados antecipadamente pela equipe de Comissionamento. Posteriormente, os pacotes de turnover vão agregar toda a documentação necessária de inspeção e teste, juntamente com outras entregas de informações necessárias para o sucesso inicial e operações da planta.

    Installation Work Package (IWP) - Os CWPs são divididos em Pacotes de Trabalho de Instalação (IWPs) gerenciáveis ?para serem entregues sem restrições às equipes e executados da parada ao fim sem atrasos. O tamanho, escopo e sequência dos IWPs devem ser determinados inicialmente pelo que faz com que um fluxo de produção ideal de trabalho se encaixe dentro de um cronograma antecipado de curto alcance (normalmente compreendendo trabalho para uma equipe durante um período de uma a duas semanas) e posteriormente ajustado para ser exatamente o que as equipes são capazes de fazer quando enviadas ao campo para execução.

   Mechanical Completion Package (MCP) - A conclusão ordenada de IWPs desencadeia a execução eficiente de Procedimentos de Teste de Inspeção (ITPs) e Pacotes de Teste de Pressão (PTPs) de tubulação bem definidos, que será acumulado em Digital Mechanical Completion (MCPs) para transferência da construção para a equipe de Comissionamento. Os MCPs devem se correlacionar altamente com os Pacotes de Volume de Negócios para as operações que estão sendo definidas e executadas pela equipe de Comissionamento.

>>> Leia também: Benefícios do BIM na Indústria

 

Benefícios do AWP

A integração entre as disciplinas realizada na metodologia AWP (Advanced Work Packaging) pode trazer benefícios como redução de custos e retrabalho, além de mais rastreabilidade de todos os processos. Entre os principais benefícios desse framework estão:

  • Alinhamento e maior colaboração em todas as partes do projeto

  • Armazenamento de dados do projeto e documentação local reduzida

  • Identificação de riscos e problemas durante o planejamento - assegurando maior qualidade na execução e redução de riscos e retrabalhos

  • Maior previsibilidade de custo e cronograma

  • Melhor controle do desempenho de cada disciplina em cada pacote 

  • Maior precisão nos relatórios

  • Maior produtividade do time

Desafios para implantação do AWP

Se a metodologia AWP entrega todos os benefícios listados, por que ela ainda não é mais utilizada no Brasil? Considerada boa prática pelo CII desde 2015, o framework é mais utilizado em países da América do Norte e Europa. 

Desenvolvida para iniciativas de implantação de projetos, também utilizada em gerenciamento de portfólios, a AWP esbarra em alguns pontos de resistência como a utilização de um time para atuação dedicada, a mudança de mindset da corporação, uso de ferramentas específicas para integração e implantação dos métodos e o próprio desconhecimento sobre a metodologia, que causa uma falta de percepção da agregação de valor.

Apesar de exigir um investimento maior no planejamento e na integração das disciplinas, o ganho em produtividade e qualidade da entrega faz com que o investimento na metodologia seja encarado como o futuro da engenharia.